Rally Dakar anuncia percurso mais longo de 14 etapas para 2023

A 45ª edição do Dakar começará com um curto Prólogo das margens do Mar Vermelho em 31 de dezembro de 2022, com os resultados determinando a ordem de partida para a primeira etapa completa no dia de Ano Novo.

A partir daí, o rali seguirá para o leste, com três etapas – incluindo a maratona – no extenuante deserto de areia saudita, popularmente conhecido como Empty Quarter.

A ação terminará no dia 15 de janeiro em Dammam, na costa leste do país, com o horário exato – incluindo o já tradicional dia de descanso – a ser anunciado posteriormente.

Não foram divulgadas informações sobre a distância que os competidores percorrerão ao longo de duas semanas viajando de uma ponta à outra da Arábia Saudita, mas a ASO disse que 70% da rota será nova em relação aos últimos dois anos.

Esta será a primeira vez que o Dakar terá 14 etapas desde 2018, quando Peru, Argentina e Bolívia sediaram conjuntamente o evento na América do Sul.

A rota foi reduzida para apenas 10 etapas em 2019, quando o Peru se tornou o único país anfitrião, depois que o Chile desistiu de participar no último minuto e as negociações com outras nações latinas não deram em nada.

A ASO conseguiu aumentar o número de etapas para 12 quando transferiu o Dakar para o Oriente Médio em 2020, mas ainda era menos do que os concorrentes estavam acostumados na América do Sul.

O anúncio de domingo também confirma que o Dakar acontecerá inteiramente na Arábia Saudita pelo terceiro ano consecutivo, apesar da cláusula de exclusividade do país no contrato ter expirado após a edição inaugural do evento em 2020.

Fatores externos, como a pandemia de COVID-19, já forçaram a ASO a confinar o Dakar à Arábia Saudita, embora tenha expressado repetidamente seu desejo de tornar o rali um evento multi-países novamente.

READ  Este jovem de 28 anos aprendeu a escalar montanhas em Alberta. Agora ele escalou quase 1.200 picos

#211 Bahrain Raid Xtreme Prodrive: Sebastien Loeb, Fabian Lurquin

Foto por: ASO

A ASO também anunciou uma série de mudanças regulatórias para o Rally Dakar 2023 que afetarão competidores de várias classes.

Em primeiro lugar, todos os pilotos da categoria de bicicletas receberão roadbooks digitais a partir de 2023, implementando a mesma mudança que está em vigor há algum tempo nas divisões de carros e caminhões.

A ASO acrescentou que não haverá seções neutras para os competidores nas subdivisões T1 e T2 na categoria de carros, o que significa que cada etapa será executada continuamente ao longo do dia sem intervalos.

Também haverá maior foco na navegação, com os competidores obrigados a encontrar pontos diferentes em dois lugares diferentes em determinadas etapas.

Além disso, carros e caminhões partirão para cada etapa na ordem da classificação geral do dia anterior, quebrando a tradição de partir de acordo com os resultados da etapa anterior.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

N1SERGIPE.COM.BR PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
N1 Sergipe