Polícia brasileira apreende US $ 28 milhões em esquema cripto-Ponzi

A Polícia Federal brasileira concluiu com sucesso uma das maiores apreensões de moeda digital do país.

De acordo com um relatório de CNN Brasil, a Polícia Federal desmantelou um esquema de criptomoeda Ponzi e apreendeu quase US $ 30 milhões em fundos digitais. No que a polícia chamou de “Operação Kryptos”, uma investigação de um esquema de pirâmide foi realizada pela Polícia Federal da Região dos Lagos do Rio. Os fundos confiscados serão imediatamente liquidados e colocados à disposição dos tribunais.

A Operação Krypto levou os oficiais a cumprirem 15 mandados de busca e apreensão, que foram executados no dia 24 de agosto. Além da criptomoeda apreendida, 21 veículos de luxo também foram confiscados, junto com uma coleção de relógios e joias. Moeda estrangeira superior a US $ 3 milhões e diversos documentos também foram recolhidos pela Polícia Federal.

Os mandados também resultaram em cinco prisões, incluindo o proprietário de uma consultoria Bitcoin em Cabo Frio, Glaidson Acácio. Acácio foi preso em seu casarão na Barra da Tijuca, segundo a polícia. Investigadores afirmam que Acácio é suspeito de transferir bilhões de dólares pelo esquema da pirâmide, que prometia retorno de até 15% dos investimentos. A defesa de Acácio afirmou ter tido conhecimento da detenção e ainda não rever os pormenores da investigação, “A defesa de Glaidson Acácio tem conhecimento da detenção e até ao momento sem acesso ao conteúdo das investigações. Somente após uma análise adequada de toda a documentação, poderemos nos expressar de maneira concreta. “

A CNN acrescentou que Gladison já tem uma audiência de custódia marcada para quinta-feira. As prisões fora do Rio incluem uma em Cabo Frio e duas no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

READ  Juiz questiona confederação brasileira sobre possível preconceito anti-gay

Brasil se posicionando contra crime de criptomoeda

O Brasil tem estado muito ocupado regulamentando, investigando e punindo crimes de criptomoeda nos últimos meses. No início de agosto, uma operação separada chamada “Conformidade” envolveu mais de 150 policiais federais cumprindo mais de 30 mandados de busca e apreensão.

Foi o culminar de uma investigação de três anos e também bloqueou mais de 30 contas bancárias e carteiras de criptomoedas pela Justiça Federal. A Operação Conformidade foi precedida por outra apreensão massiva de cerca de US $ 30 milhões em conexão com uma operação de lavagem de dinheiro. Seis mandados de busca foram executados e duas prisões realizadas na cidade de São Paulo. As prisões foram feitas depois que os investigadores descobriram que 17 empresas fictícias foram criadas para comprar Bitcoin e canalizá-lo para contas offshore.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é estritamente por sua própria conta e risco.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário


Copyright © N1 Sergipe.
n1sergipe.com.br is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
N1 Sergipe