Países sul-americanos devem lançar candidatura oficial à Copa do Mundo de 2030


Montevidéu (AFP) – Quatro países sul-americanos lançarão nesta terça-feira uma candidatura conjunta sem precedentes para sediar a Copa do Mundo de 2030, com a esperança de trazer a peça final global de volta ao seu primeiro lar.

A intenção de licitar Uruguai, Argentina, Paraguai e Chile está em formação há muito tempo.

Há mais de três anos, eles se comprometeram a criar um comitê organizador local para coordenar com a CONMEBOL, órgão regulador do futebol sul-americano, o planejamento de sua candidatura.

Mas demorou até agora para que a candidatura “Juntos 2030” fosse oficializada.

Centra-se no desejo de “trazer a Copa do Mundo de volta ao seu lar original: a América do Sul”, disse o presidente da CONMEBOL, Alejandro Dominguez.

A primeira edição da Copa do Mundo, em 1930, foi realizada no Uruguai e vencida pelos anfitriões, derrotando a vizinha Argentina por 4 a 2 na final.

A candidatura conjunta sul-americana visa sediar a final de 2030 no mesmo estádio Centenário que sediou a primeira partida pelo título 100 anos antes.

“Para nós, deveria ser chamado de Copa do Mundo Centenário de 2030”, disse o ministro do Esporte do Uruguai, Sebastian Bauza.

“O que temos que focar é na Copa do Mundo do Centenário. A comemoração dos 100 anos da primeira Copa do Mundo será aqui. De volta à lenda, de volta às suas raízes!”

Se for bem sucedido, porém, os dois torneios não poderiam ser mais diferentes.

Em 1930 havia apenas 13 times e todo o torneio era disputado na mesma cidade — Montevidéu — em apenas três estádios.

Em 2030, haverá 48 equipes com cerca de 15 estádios usados ​​nos quatro países.

Se for bem-sucedido, será a primeira vez que quatro países sediarão a Copa do Mundo.

READ  PT de Lula em apuros com a aproximação de Bolsonaro — MercoPress

O torneio de 2026 já foi concedido a três países – Canadá, México e Estados Unidos.

Apesar de a região da América Latina ser uma das mais atingidas pela pandemia de coronavírus, a ministra do Esporte do Chile, Alexandra Benado, insistiu em entrevista publicada na segunda-feira que os quatro países continuam em condições de sediar o torneio.

“Nossa proposta será austera e sustentável e atenderá às demandas da Fifa”, disse Benado ao jornal El Mercurio.

A candidatura conjunta da América do Sul provavelmente enfrentará pelo menos duas outras propostas.

Espanha e Portugal apresentaram oficialmente uma candidatura conjunta, enquanto o Marrocos insistiu repetidamente que se tornará o segundo país africano a sediar as finais.

O Reino Unido e a República da Irlanda decidiram em fevereiro abandonar uma candidatura conjunta que teria cinco federações membros da FIFA sediando o torneio.

Também houve conversas provisórias sobre uma oferta israelense ao lado dos Emirados Árabes Unidos e Bahrein.

A última Copa do Mundo a ser sediada na América do Sul foi o Brasil 2014.

Mais da metade das 21 finais da Copa do Mundo já realizadas foram na Europa, mas ainda este ano o Catar sediará as finais, apenas a segunda vez que será na Ásia.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

N1SERGIPE.COM.BR PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
N1 Sergipe