Padre católico lidera campanha contra hostilidade aos pobres no Brasil

SÃO PAULO – Chamando de crise humanitária, um padre católico que trabalha com moradores de rua em São Paulo fez uma campanha contra o medo dos pobres. Sua cruzada atraiu a atenção de legisladores federais, que podem aprovar um projeto de lei que proíba a arquitetura hostil a moradores de rua em áreas públicas de todo o país.

Em novembro, uma comissão da câmara baixa aprovou um projeto de lei, apelidado de “Padre Julio Lancellotti”, que proíbe o uso de técnicas hostis de construção e equipamentos físicos para distanciar e restringir o uso de espaços públicos por moradores de rua.

Para Lancellotti, o padre conhecido como Pai dos Pobres por seu trabalho com os sem-teto, arquitetura hostil para com os sem-teto e campanhas contra a doação de esmolas estão se espalhando por todo o país.

“Essa agressividade para com os sem-teto serve para esconder o fato de que os programas sociais não funcionam”, disse o padre em uma recente entrevista à TV.

Ele disse que viu obstáculos arquitetônicos agudos sendo colocados em áreas públicas para evitar que os desabrigados permanecessem lá e até mesmo sistemas de sprinklers usados ​​para impedir as pessoas de dormirem embaixo de marquises.

Quanto às campanhas contra dar dinheiro aos pedintes nas ruas, o padre diz que a maioria dos pobres não tem escolha: “Se mendigar fosse lucrativo, haveria muita gente vivendo disso”.

O deputado federal Joseildo Ramos, que supervisionou o projeto de lei na Comissão de Desenvolvimento Urbano, disse que as construções hostis são “higiênicas” e não reconhecem o problema da desigualdade social encontrado nas grandes comunidades urbanas de todo o país.

“Não atuamos sobre o que deixa as pessoas sem-teto, mas sobre o que pode ser feito para que a sociedade não se preocupe em ter que viver com eles”, disse Ramos aos jornalistas.

READ  Buenos Aires Times | O fracasso da Super Liga Européia é uma visão familiar para os sul-americanos

O problema ganhou as manchetes nacionais em fevereiro, quando Lancellotti pegou uma marreta para quebrar pedras colocadas sob uma passagem subterrânea em São Paulo para impedir que moradores de rua dormissem ali.

Desde então, o padre tem postado regularmente em suas redes sociais fotos de lugares em todo o país onde foram colocadas barreiras para impedir os sem-teto de buscar abrigo.

Lancellotti disse que essas medidas não combatem a pobreza, mas criminalizam os pobres. “Precisamos passar da hostilidade à hospitalidade”, disse ele.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário


Copyright © N1 Sergipe.
n1sergipe.com.br is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
N1 Sergipe