Mais de 60 Chevettes Chevrolet encontrados em galpão brasileiro

Em uma fazenda em Xerém, Brasil, que fica na unidade federativa do Rio de Janeiro, hoje é um cemitério para cerca de 60 carros sentados para-choque a para-choque e de porta em porta. Eles são em sua maioria modelos Chevrolet Chevette L 1.6 / S e Chevette Junior 1.0 de 1992 e 1993, além de alguns exemplos do Volkswagen Gol e um Chevy Corsa. As máquinas ficam embaixo de um galpão, que também abriga o chiqueiro de uma pequena família de leitões.

Nossos amigos em Motor1.com Brasil encontraram essa coleção bizarra e, naturalmente, tiveram que filmar, fotografar e escrever sobre a cena.

As formas angulares dos Chevrolet Chevettes reforçam a impressão de que você está olhando em tamanho real Tetris jogos. Até algumas semanas atrás, o choque visual era ainda maior: havia 96 carros sob o teto.

Antigo VW Gol usado com táxi abandonado no RJ
Chevrolet Chevette 1.6 / S que era táxi no RJ

Todos os carros são táxis aposentados – ou ex-combatentes, para falar no Rio de Janeiro. Faziam parte da grande frota de Pascoal da Ressurreição Afonso Rego, outrora conhecido no Rio como Rei do Táxi.

Apesar da espessa camada de poeira, é possível perceber que todos os carros são todos Java Yellow – cor da Volkswagen lançada em 1977 e dois anos depois se tornou o tom padrão dos táxis na cidade do Rio de Janeiro. No entanto, esses veículos perderam as listras laterais Azul Báltico e a luz no teto. Os taxímetros e as placas específicas da cabine também foram removidos.

Os Chevettes e Gols amarelos fizeram parte da paisagem da cidade até o final da década de 1990, quando o maior VW Santana começou a dominar a praça.

Os carros que hoje estão em Xerém são, em sua maioria, de 1992 e 1993. Eles rodaram apenas três anos por causa das regras antigas da Secretaria Municipal de Transportes do Rio de Janeiro. Eles registraram uma alta quilometragem naquele tempo porque os motoristas percorreram 170 a 200 quilômetros (106 a 124 milhas) por dia no tráfego da cidade.

READ  Morte de mineiros na praia de Cabo Frio (RJ) causa comoção nas redes sociais | Minas Gerais

Depois de aposentados, os carros foram para um depósito na sede do império de táxis de Pascoal. Uma disputa legal com o governo estadual impediu que os veículos fossem vendidos na época, então eles ficaram parados por décadas.

Paschoal morreu há oito anos, aos 92 anos, e a empresa passou para as mãos de 14 herdeiros. As cabines permaneceram no armazém até 2020, quando houve uma oferta para alugar o espaço.

“A oferta foi impossível de recusar: já estávamos na pandemia, com fraca movimentação e concorrência de apps. Com a chegada do inquilino, tivemos que guardar os carros na fazenda da família, em Xerém”, Carlos, um dos Pascoal filhos, disse ao Motor1.com Brasil

Nesse ínterim, o departamento de justiça permitiu a venda dos táxis aposentados.

“Um cara chamado Patrick veio aqui e comprou dez carros. Ele fez um vídeo e passou para os grupos Chevette. Desde então, as vendas têm disparado. Até tem polícia aqui, pensando que era um carro roubado”, Carlos disse.

Chevrolet Chevette S que foi abandonado táxi no RJ

Apesar de completos, os velhos táxis são vendidos como sucata. Os preços variam de R $ 1.300 a R $ 2.000 ($ 240 a $ 370 pelo câmbio atual). O vendedor diz que não valeu a pena colocar todos na estrada e passar pela dor de cabeça de registrar os veículos. Carlos também quer evitar que os compradores não realizem a transferência do imóvel e dirijam com um veículo que ainda está em nome da empresa.

“Não coloquei nenhum anúncio. Foi tudo boca a boca. Mesmo assim, todos os carros já estão reservados. Na próxima terça-feira, o galpão deve estar vazio – espera o herdeiro”, disse Carlos.

Tanto a versão brasileira do Chevette quanto a disponível nos Estados Unidos rodaram na plataforma T da General Motors para veículos compactos com tração traseira. O Brasil tem mais estilos de carroceria do que apenas hatchbacks de três e cinco portas, no entanto. Na Europa, os mesmos fundamentos foram para o Opel Kadette C e Vauxhall Chevette.

READ  TFC x CONMEBOL: Toronto FC e sua história de jogadores sul-americanos

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário


Copyright © N1 Sergipe.
n1sergipe.com.br is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
N1 Sergipe