Liga brasileira vai introduzir regra histórica para coibir demissões em massa de treinadores

Os clubes brasileiros aprovaram uma proposta histórica da Associação de Futebol do país que os limitará a fazer uma mudança de técnico ao longo da campanha a partir da próxima temporada.

Até agora, não havia limites na contratação de treinadores pelos clubes. A nova regra significa que cada clube só pode demitir um treinador uma vez em uma determinada temporada, enquanto cada treinador só pode deixar o cargo uma vez.

– Transmita ESPN FC Daily no ESPN + (apenas nos EUA)
– ESPN + guia do visualizador: Bundesliga, Serie A, MLS, FA Cup e mais

Se um treinador deixar um segundo clube antes do final da campanha, ele não poderá mais continuar naquela competição até a temporada seguinte.

No caso de renúncia de um treinador, o clube poderá nomear um novo treinador.

Se um clube demitir um técnico pela segunda vez em uma temporada, ele só pode nomear um funcionário do clube – alguém que esteja lá há pelo menos seis meses para assumir o cargo.

A proposta havia sido apresentada em anos anteriores, mas só agora recebeu luz verde com 11 votos em a favor e nove contra a noção.

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo, disse que a nova regra será “boa para clubes e treinadores”.

“Vai implicar uma relação mais madura e profissional e permitir um trabalho mais longo e consistente”, afirmou. “É o fim da dança dos treinadores no futebol brasileiro.”

A CBF acredita que os treinadores devem ser tratados da mesma maneira que os jogadores, que também são limitados no que diz respeito ao número de clubes em que podem ser inscritos em uma temporada de acordo com o regulamento de transferência da FIFA.

READ  Jogadores de todas as equipes argentinas entrarão em campo com o 10 | futebol internacional

A Série A brasileira começa em 29 de maio e termina em 5 de dezembro.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

N1 Sergipe