Escolas reabrem na América do Sul, à medida que os casos do COVID diminuem drasticamente

Os casos de COVID-19 estão diminuindo drasticamente na América do Sul, com muitos países da região reabrindo escolas e mostrando sinais de retorno à normalidade mais cedo do que o inesperado.

Os especialistas atribuem o sucesso ao aumento da taxa de vacinação. O Brasil, maior economia da região e uma das piores vítimas da pandemia, anunciou recentemente que quase 64% de sua população recebeu pelo menos uma dose de uma vacina, índice que supera o dos Estados Unidos.

Com mais de 70% de sua população totalmente vacinada, Chile e Uruguai estão muito à frente ainda. Até o Peru, onde a pandemia se revelou extremamente brutal, vacinou mais de 32% de sua população.

Depois de vacinar mais de 62,7% de sua população, a Argentina deve reabrir totalmente sua economia.

A maioria dos países da região reabriu escolas, impondo leves medidas de distanciamento social, de acordo com a mídia regional.

A redução dos casos de COVID levou a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) a revisar em alta as projeções de crescimento econômico dessa região.

A agência da ONU agora espera que a economia da região cresça 5,9% neste ano, um aumento de 0,7% em relação ao estimativa própria divulgada em julho.

READ  Novo México excluído dos esforços federais de recuperação de onça-pintada

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário


Copyright © N1 Sergipe.
n1sergipe.com.br is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
N1 Sergipe