Chamas encurralam um dos maiores pântanos da América do Sul

Um bombeiro trabalha no incêndio na província argentina de Corrientes.GOVERNO ARGENTINO

O fogo destrói tudo em seu caminho na província argentina de Corrientes, no nordeste do país. Em pouco mais de um mês, as chamas consumiram mais de meio milhão de hectares, maioritariamente áreas produtivas e pastagens, que representam quase 6% da área provincial, segundo um relatório do Instituto Nacional de Tecnologia Agrária (INTA). Os incêndios, ainda fora de controle, causaram perdas de pelo menos 25 bilhões de pesos (cerca de 223 milhões de dólares) aos produtores agrícolas, florestais e pecuários. Por sua vez, foram um duro golpe para o turismo: metade das portas de entrada do Pantanal Iberá, o maior pantanal da Argentina e um dos mais importantes da América do Sul, está fechada e a rica biodiversidade desse ecossistema está ameaçada.

“Nós nunca experimentamos algo assim. Há dias em que acordamos cobertos de cinzas e com tanta fumaça que não conseguimos respirar”, conta Yésica Gómez, da empresa de turismo de caiaques Iberá, por telefone da cidade de Loreto, no norte da província. “Há turistas que viajam muitos quilômetros para ver os Esteros e não podem entrar, mas para os produtores é pior. Eles perderam todos os seus anos de trabalho em questão de minutos”, acrescenta Gómez.

As maiores perdas econômicas estão relacionadas às plantações florestais, uma das principais fontes de renda de Corrientes. Eles exigem investimentos de longo prazo, pelo menos 20 anos, até que as árvores cresçam e possam ser cortadas para corte. O pinheiro e o eucalipto precisam de muita água, por isso as plantações dessas espécies exóticas circundam grande parte dos Esteros del Iberá, um imenso pantanal de 12.000 quilômetros quadrados que combina áreas protegidas do Estado com terras em mãos privadas.

Cerca de 1.300 bombeiros voluntários estão trabalhando para tentar controlar os incêndios, auxiliados por brigadistas, hidrantes e helicópteros. Mas a seca histórica na região está ajudando as chamas a se espalharem rapidamente em vez de se apagarem. Este fim de semana, o incêndio atingiu um hotel e um grupo de casas em Villa Olivari, que teve que ser evacuado. “Sufocamos uma fogueira e outras acenderam”, lamentou o chefe de Operações da Defesa Civil em Corrientes, Orlando Bertoni.

Vista aérea do incêndio em Corrientes, Argentina.GOVERNO ARGENTINO

“Aqui sempre tivemos água. Houve secas, mas nunca como agora, tudo está seco, exceto alguns riachos ou lagoas”, diz a guia turística Alejandra Boloqui de uma reserva natural perto de Ituizangó. “Os estuários são semelhantes a uma tundra. As raízes são normalmente cobertas por água, flores e solo. Agora não há água e o fogo vai para o subsolo, não pode ser apagado. Você desliga aqui e quando a temperatura sobe, o fogo reaparece a cinco ou dez metros de distância”, detalha.

Junte-se ao EL PAÍS para acompanhar todas as novidades e ler sem limites.

se inscrever

A recuperação dos campos é rápida, mas não tanto a das plantações industriais e menos ainda a das florestas nativas. Os incêndios também tiveram um impacto sério na fauna nativa e vão se agravando com o passar dos meses, segundo Boloqui: “O ciclo reprodutivo dos peixes é no verão e como quase não há água, eles não se reproduziram, então jacarés não Eles terão comida. Os jacarés estão tentando se deslocar para onde ainda há água e já estão muito magros”.

O governo argentino enviou equipamentos para combater os incêndios e anunciou um adiantamento de 200 milhões de pesos (1,7 milhão de dólares) em ajuda após declarar a emergência agrícola na região. A previsão é sombria: não há previsão de chuva ao longo da semana e os termômetros voltarão a ultrapassar os 35 graus.

Assine aqui a newsletter do EL PAÍS América e receba todas as principais informações sobre a atualidade da região.

READ  30 Melhor Maquina De Barbear para você

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

N1SERGIPE.COM.BR PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
N1 Sergipe