Campanha por justiça após o ataque brutal de seus pais adotivos

A beleza chocante de Randolph (Shane Paul McGee) é Foster Boy (15a) No coração dos últimos filmes de Yusef Dlara. Jamal, 19, um delito criminoso mesquinho frequente que se expressa por meio de um verso rap, é trancado no banheiro como um “bandido” pelo famoso advogado corporativo Michael Trainor (Matthew Modine) quando um juiz força Michael a confrontar o último ato de beleza. Emitir. Mas, pela primeira vez, Jamal era o demandante: ele está processando a Belcore, a empresa que fornece serviços de assistência médica, por US $ 20 milhões em compensação por negligência que levou Jamal a ser brutalmente abusado por seus pais adotivos. “É sempre uma questão de dinheiro”, observa Michael, mas logo descobre que Jamal não está interessado em comprar: ele quer a beleza da justiça e que o mundo veja de perto o que significa privatizar o serviço de creche para as crianças que se encontram em um pesadelo .

Escrito por Jay Paul Derattani, um advogado de direitos humanos baseado em Chicago que trabalhou em casos semelhantes aos mostrados aqui, este drama de tribunal visa conciliar duas ambições diferentes: destacar a negligência cruel (e altamente lucrativa) praticada. Por algumas empresas de patrocínio privado e uma narrativa cinematográfica mais tradicional sobre os pólos opostos encontrando um terreno comum. Treanor é descrito como um “branco arrogante” e, na melhor das hipóteses, um racista subconsciente em suas relações iniciais com Jamal. De sua parte, Jamal zombou do Trainor como um terno de “três peças” para vestir, presumindo que o Trainor é apenas mais um tijolo na ampla parede da Concessão Branca. O filme atinge seus objetivos, em grande parte porque Matthew Modine e Shane Paul McGee desenvolvem uma excelente química, mas as linhas gêmeas não correspondem tão bem quanto esperávamos – não há compreensão mútua ou apelos aos princípios americanos de Schmaltzi . Constituição, pode facilitar a experiência terrível de Jamal. (Versão da Internet)

READ  My Darling Supermarket - crítica de filme


Virada errada ***

É uma boa semana para Matthew Modine, que também está estrelando Curva errada (18), ele interpreta Scott, o pai de Jane (Charlotte Vega), que desapareceu enquanto caminhava pela Appalachian Road. Quando Scott chega à remota cidade de Wreham, para onde Jen ligou para ele, a história remonta a seis semanas, quando Jen e seus amigos hipster vagam pelo corredor em busca de um antigo forte da Guerra Civil e se encontram à mercê da Fundação, um grupo inato que vive nas montanhas, se comprometeu a preservar Na “Abençoada e Ideal América”.

O thriller de terror Mike P Nelson é na verdade um tributo de longa data a John Boorman Deliverance, no qual Jen e seus amigos se veem atacados e feridos por selvagens vestidos de caveira que navegam facilmente pela selva densa, embora também seja perceptível que um Nova York desenvolvida rapidamente retorna à brutalidade quando eles tentam cercar os vagões. O estabelecimento pode facilmente ser imaginado como um dos nativos americanos lutando contra colonos brancos, ou a moderna milícia “America First” que está se retirando para sua fortaleza para uma última resistência, mas qualquer comentário zombeteiro que Mike Nelson faça foi em grande parte perdido em uma série de confrontos brutais, todos Um mais feroz e sangrento que no passado. (Versão Internet)


Pele ****

O que mais pode ser dito sobre ele pele (PG) Você poderia dizer que ele é o melhor jogador de futebol de todos os tempos? Os fãs do belo jogo vão encontrar muito mais familiaridade neste documentário Netflix de Ben Nicholas e David Trehorn, que se concentra no período de 12 anos entre 1958, quando Pelé venceu a Copa do Mundo pela primeira vez aos 17 anos, e 1970, quando se aposentou Ele e o Brasil conquistaram a Copa Jules Rimet ao vencer a Copa do Mundo pela terceira vez. Mas enquanto os momentos mais famosos estão enraizados na imaginação de todo torcedor de futebol (a ousadia sobre o zagueiro sueco antes de marcar um gol na final da Copa do Mundo – aos 17!), Nicholas Treyhorn também descobriu imagens que não estavam lá. Foi transmitido com frequência, principalmente das façanhas recordes de Pelé com seu clube brasileiro, o Santos.

READ  Zendaya in "Euphoria" and "Malcolm and Marie" and visualizes herself out

Pode ser difícil separar a lenda do homem – e mesmo seus ex-companheiros de equipe, como Jairzinho, Rivelino e Zagallo, tendem a buscar superlativos ao descrever a habilidade de Pelé – mas a evidência nítida da filmagem em preto e branco é aquele jogador de futebol que parece ter equilíbrio e força E inteligência e consciência excepcionais. Também curiosamente, Pelé é uma metáfora, saudada aqui como a personificação da autoconfiança brasileira falecida no cenário internacional, que chegou por meio da religião secular de Oga Bonito. Mas, como resultado de sua promoção a herói popular brasileiro, Pelé foi repetidamente criticado em seu país de origem: dado seu status, argumentam alguns colaboradores, ele poderia ter feito mais para protestar contra a ditadura que chegou ao poder em 1964. Curiosamente, se as perguntas ficaram sem resposta: A verdadeira força deste filme é assistir a um homem que se esforça para corresponder ao seu próprio mito e depois o transcende. (Netflix)

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

N1 Sergipe