Brasil x Argentina suspensos enquanto chefes de saúde entram em ação em meio a questão de quarentena

A eliminatória da Argentina para a Copa do Mundo no Brasil foi suspensa na noite de domingo, depois que médicos brasileiros invadiram o campo na Arena Neo Química para repreender três dos quatro argentinos que moram na Inglaterra.

Os jogadores da Premier League foram acusados ​​pelo governo brasileiro de fornecer informações falsas sobre formulários de imigração e violar as leis COVID-19.

A dupla de Emiliano Martínez, do Aston Villa, e Giovani Lo Celso e Cristian Romero, do Tottenham, foram nomeados no XI titular argentino para as eliminatórias, apesar de serem objeto de uma investigação das autoridades sanitárias brasileiras, que aconselharam o trio – e o companheiro de equipe de Martinez na Villa, Emiliano Buendia – para se isolar imediatamente e sair do Brasil.

Quando os árbitros entraram em campo, aos sete minutos, os jogadores argentinos se afastaram e foram para o vestiário. Os dois treinadores dos países, além do capitão da Argentina Lionel Messi e dos jogadores brasileiros, se reuniram na lateral do campo para discutir a suspensão.

A Polícia Federal permaneceu do lado de fora para acompanhar a seleção argentina enquanto os jogadores do Brasil permaneciam em campo e realizavam os exercícios de treinamento.

O jogo não reiniciou na noite de domingo.

Um comunicado divulgado pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL) diz: “O árbitro e o oficial da partida levarão um relatório ao Comitê Disciplinar da FIFA e eles decidirão as medidas a serem tomadas”.

Durante a paralisação, em comentários ouvidos na televisão, Messi disse: “Por que começaram o jogo e pararam depois de cinco minutos?”

“Já estamos aqui no estádio há uma hora, eles poderiam ter nos contado.”

Enquanto isso, o técnico da Argentina, Lionel Scaloni, disse à emissora TyC Sports: “Uma partida entre alguns dos melhores do mundo termina assim. Gostaria que as pessoas na Argentina entendessem que, como treinador, tenho que cuidar dos meus jogadores. Se as pessoas vierem e disserem que precisam deportá-los, não vou permitir (isso).

READ  Experimente este Chaat Ceviche vegetariano e tenha um gostinho da América do Sul

“Queríamos jogar a partida, assim como os brasileiros.”

Em declarações à TV Globo, o presidente interino da Confederação Brasileira de Futebol, Ednaldo Rodrigues, disse: “Em nenhum momento a Confederação Brasileira de Futebol foi a favor disso”.

Posteriormente, a Federação Argentina de Futebol divulgou um comunicado que dizia: “A Federação Argentina de Futebol expressa seu profundo desconforto pela suspensão do encontro entre a Seleção Argentina e a Seleção Brasileira, em São Paulo.

“Assim como a CBF (Confederação Brasileira de Futebol), a AFA se surpreende com a atuação da Anvisa assim que o jogo começa. Ressalta-se que a Delegação da Albiceleste esteve em território brasileiro desde o dia 3 de setembro, às 8h, cumprindo todos os protocolos sanitários em vigor regulamentados pela Conmebol para o normal desenvolvimento das Eliminatórias com destino ao Catar 2022.

“Após o relato dos dirigentes da CONMEBOL e do árbitro da partida, as informações serão encaminhadas ao órgão competente da FIFA de acordo com as normas vigentes.

“O futebol não deve passar por esses tipos de episódios que prejudicam o espírito esportivo de uma competição tão importante.”

Um comunicado da FIFA nesta segunda-feira dizia: “A FIFA lamenta as cenas anteriores à suspensão da partida entre Brasil e Argentina pelas Eliminatórias Sul-americanas para a Copa do Mundo da FIFA 2022, o que impediu milhões de torcedores de desfrutar de um jogo entre dois dos mais importantes nações do futebol no mundo.

“Os primeiros relatórios oficiais da partida foram enviados à FIFA. Essas informações serão analisadas pelos órgãos disciplinares apropriados e uma decisão será tomada em devido tempo.”

A preparação da Argentina para o jogo foi prejudicada pela recusa conjunta dos clubes da Premier League em liberar jogadores para as eliminatórias da América do Sul, com a CONMEBOL espremendo três jogos no curto intervalo internacional e preocupações de que os jogadores poderiam perder várias semanas de ação da Premier League por se isolarem no retorno .

READ  Colômbia x Peru transmissão ao vivo Reddit

O que aconteceu antes da partida?

Após uma investigação na qual as autoridades de saúde brasileiras verificaram os passaportes dos quatro jogadores, as autoridades de saúde disseram na noite de domingo que os jogadores “não cumpriram” com os regulamentos de entrada para viajantes.

Com poucas isenções, os não brasileiros que passaram pelo Reino Unido, Irlanda do Norte, África do Sul ou Índia nos últimos 14 dias não têm permissão para entrar no Brasil.

A agência de saúde do Brasil, Anvisa, disse em um comunicado que todos os quatro supostamente disseram aos oficiais de imigração que não estiveram recentemente no Reino Unido ou em outro país que está na lista vermelha do Brasil.

Tendo dito que a informação prestada pelos jogadores era falsa, a Anvisa aconselhou os jogadores a colocarem em quarentena, considera a situação “grave risco para a saúde” e informou a Polícia Federal.

“A Anvisa considera a situação um sério risco à saúde e por isso aconselhou as autoridades sanitárias locais a determinarem a quarentena imediata dos jogadores, que estão impedidos de participar de qualquer atividade e devem ser impedidos de permanecer em território brasileiro”, disse a agência.

O que disse a agência de saúde do Brasil?

Em nota traduzida no site da Anvisa, lê-se: “Devido à informação de que quatro jogadores argentinos entraram no Brasil violando as normas sanitárias do país, por alegada declaração de falsa informação em formulário oficial da autoridade sanitária brasileira, a Anvisa se reuniu com representantes do Ministério da Saúde e a Coordenação de Controle de Doenças da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo neste sábado (9/4).

“Após reunião com as autoridades sanitárias, foi constatado, após consulta aos passaportes dos quatro jogadores envolvidos, que os atletas descumpriram a regra de entrada de viajantes em solo brasileiro, prevista na Portaria Interministerial nº 655, de 2021, que prevê que viajantes estrangeiros que tenham passado pelo Reino Unido, África do Sul, Irlanda do Norte e Índia nos últimos 14 dias sejam impedidos de entrar no Brasil.

READ  Richarlison rotulado de "palhaço" pelo astro do Chile Arturo Vidal, depois que o craque do Brasil o persegue sobre o resultado das eliminatórias para a Copa do Mundo

“Os jogadores em questão declararam que não passaram por nenhum dos 4 países com restrições nos últimos 14 dias. Os viajantes chegaram ao Brasil em vôo de Caracas / Venezuela para Guarulhos. No entanto, notícias não oficiais chegaram à Anvisa relatando alegadas declarações falsas feitas por tais viajantes.

“Diante da notícia, a Anvisa notificou imediatamente o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância Sanitária (CIEVS / MS), que coordena a rede do CIEVS, responsável pela investigação epidemiológica junto ao estado de São Paulo e ao município de Guarulhos, para que o se investigado e rastreado.

“Ao constatar que as informações prestadas pelos viajantes eram falsas, a Anvisa esclarece que já comunicou o fato à Polícia Federal, para que medidas no âmbito da autoridade policial sejam tomadas imediatamente.

“É notório o descumprimento da Portaria Interministerial nº 655/2021 e das normas brasileiras de controle de imigração.”

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário


Copyright © N1 Sergipe.
n1sergipe.com.br is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
N1 Sergipe