Bancos brasileiros devem incorporar riscos das mudanças climáticas nos testes de estresse

Uma vista mostra o prédio da sede central do nank em Brasília, Brasil, 25 de agosto de 2021. REUTERS / Amanda Perobelli / Arquivo de foto

SÃO PAULO, 15 de setembro (Reuters) – O Banco Central do Brasil anunciou na quarta-feira novas regras que obrigam os bancos a incorporar riscos relacionados às mudanças climáticas, como secas, inundações e incêndios florestais em seus testes de estresse, a partir de julho de 2022.

O diretor do banco central, Otavio Damaso, disse que a nova regulamentação visa evitar uma potencial instabilidade financeira decorrente de riscos relacionados ao clima. No entanto, por enquanto, o banco central não exigirá capital adicional para cobrir os riscos potenciais relacionados às mudanças climáticas, deixando essa decisão para os bancos.

A medida coloca o banco central do Brasil entre as crescentes fileiras de reguladores financeiros que exigem dos bancos ações relacionadas ao clima. Alguns países, incluindo França e Holanda, já lançaram testes de estresse incorporando riscos relacionados às mudanças climáticas, e muitos outros estão em preparação, de acordo com o Instituto de Estabilidade Financeira. consulte Mais informação

O banco central do Brasil não está proibindo os credores de conceder empréstimos, mas a análise de risco relacionada às mudanças climáticas pode tornar as linhas de crédito mais caras para certas empresas e setores se os bancos acharem necessário alocar mais capital para assumir os riscos que identificaram.

Em abril de 2022, o regulador planeja lançar seus próprios testes de estresse para riscos relacionados às mudanças climáticas, incorporando todos os bancos sob os mesmos critérios de risco.

O regulador também tornou obrigatória para os bancos a divulgação de informações relacionadas ao clima como parte dos relatórios financeiros até julho de 2022, de acordo com a Força-Tarefa sobre Divulgações Financeiras Relacionadas ao Clima (TCFD), criada pelas diretrizes do Conselho de Estabilidade Financeira do G20.

READ  Gol de futebol contra Asensio configura final Espanha x Brasil

O banco central também anunciou regras que proíbem empréstimos rurais para projetos em terras indígenas ou em certas áreas do bioma amazônico. No entanto, atrasou a criação de um selo de “empréstimo sustentável” para projetos que seguem as melhores práticas ambientais.

O diretor do Banco Central, Claudio Filgueiras, disse que o regulador ainda discute esse marco com o setor do agronegócio, que tem criticado as regras propostas. Em comentários enviados ao banco central em maio, alguns grupos de lobby disseram que a regulamentação poderia prejudicar o financiamento vital.

Reportagem de Carolina Mandl Edição de Jane Merriman, Brad Haynes e Chris Reese

Nossos padrões: Princípios de confiança da Thomson Reuters.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário


Copyright © N1 Sergipe.
n1sergipe.com.br is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
N1 Sergipe