Baleia que viajou meio mundo bate recorde de migração

De

Uma baleia cinza na Baja Califórnia, México

Nature Picture Library / Alamy

Entre maio e julho de 2013, uma única baleia cinzenta (Eschrichtius robustus) foi localizado ao largo da costa da Namíbia. Isso foi estranho, pois embora tenha havido raros avistamentos dessa espécie no Oceano Atlântico, eles geralmente estão confinados ao hemisfério norte.

Acontece que o animal viajou pelo menos 20.000 quilômetros – metade do caminho ao redor do planeta – estabelecendo um recorde de migração de qualquer mamífero, exceto os humanos.

Hoelzel russo na Durham University, no Reino Unido, e seus colegas usaram amostras de tecido coletadas da pele da baleia e analisaram seu DNA para rastrear suas origens.

Comparando-o com outras populações de baleias cinzentas, eles descobriram que esse indivíduo, um macho, provavelmente nasceu na ameaçada população do oeste do Pacífico Norte, encontrada ao longo da costa oriental da Ásia. Isso significa que viajou pelo menos 20.000 quilômetros para chegar ao Atlântico sul. A circunferência da Terra é ligeiramente superior a 40.000 quilômetros.

“Este é realmente o recorde de uma migração na água, se você está assumindo que esse indivíduo começou sua vida no noroeste do Pacífico e encontrou seu caminho para a Namíbia”, diz Hoelzel. “Isso é o mais longe que qualquer vertebrado já foi na água, tanto quanto sabemos.” Os mamíferos terrestres ficam muito aquém dessa façanha – o recorde é um lobo cinzento que vagava mais de 7.000 quilômetros em um ano.

Embora seja impossível saber com certeza como essa baleia chegou ao Atlântico sul, a equipe propôs três rotas possíveis – ela poderia ter se dirigido ao norte através do Ártico, ao sul ao redor da América do Sul ou ao longo da Ásia e da África.

READ  30 Melhor One Piece 65 para você

“No nível populacional, o que é interessante é que estamos vendo muitas mudanças no meio ambiente que têm a ver, neste caso particular, com a abertura do Oceano Ártico devido ao clima”, diz Daniel Palacios na Oregon State University. “Vai além deste animal, potencialmente muitos animais fazendo a mesma coisa.”

Referência do jornal: Cartas de Biologia, DOI: 10.1098 / rsbl.2021.0136

Inscreva-se no Wild Wild Life, um boletim informativo mensal gratuito que celebra a diversidade e a ciência dos animais, plantas e outros estranhos e maravilhosos habitantes da Terra

Mais sobre esses tópicos:

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário


Copyright © N1 Sergipe.
n1sergipe.com.br is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
N1 Sergipe