A Pfizer não obteve resposta a ofertas de fornecimento de vacina para o Brasil no ano passado, diz o executivo

A Pfizer Inc (PFE.N) ofereceu repetidamente a venda de sua vacina COVID-19 ao Ministério da Saúde do Brasil entre agosto e novembro do ano passado, mas não obteve resposta do governo, disse o presidente-executivo da Pfizer para a América Latina a legisladores na quinta-feira.

Uma comissão do Senado está investigando se o governo do presidente Jair Bolsonaro lidou mal com a pandemia ao não garantir vacinas a tempo de conter o aumento que matou mais de 430.000 brasileiros – o pior número de mortes do COVID-19 fora dos Estados Unidos.

O executivo da Pfizer, Carlos Murillo, disse que em 12 de setembro o CEO da empresa enviou uma carta a Bolsonaro e outros em seu gabinete, incluindo o então ministro da Saúde Eduardo Pazuello, expressando interesse em fornecer vacinas ao Brasil.

A carta ficou sem resposta por dois meses, a comissão parlamentar estabeleceu.

Pazuello, que foi substituído no mês passado com o aumento das críticas sobre os atrasos nas vacinações, não aceitou as ofertas da Pfizer no ano passado porque acreditava que o Brasil deveria confiar nas vacinas britânicas e chinesas produzidas no país, disseram duas fontes à Reuters. consulte Mais informação

Problemas de produção e gargalos na China reduziram a produção local dessas vacinas. Apenas 11% dos adultos brasileiros foram totalmente vacinados.

Pazuello deve testemunhar perante a comissão em 19 de maio.

Em sua transmissão semanal ao vivo pela internet na quinta-feira, Bolsonaro disse que o Brasil garantiu um acordo melhor este ano do que o oferecido pela Pfizer anteriormente, citando incertezas jurídicas e de saúde, já que a vacina ainda não recebeu aprovação regulatória no ano passado.

O governo brasileiro acabou negociando com a Pfizer 100 milhões de doses em um contrato assinado em março, com as primeiras 1 milhão de doses chegando no final de abril.

READ  Onda especulativa domina Wall Street e os mercados globais

Outro lote de 628 mil doses da vacina Pfizer / BioNTech desembarcou no Brasil da Bélgica nesta quarta-feira, disse o Ministério da Saúde, acrescentando que até agora distribuiu 1,6 milhão de doses da vacina no programa nacional de imunização.

Murillo disse que a Pfizer está prestes a assinar um contrato de mais 100 milhões de doses para entrega ao Brasil no quarto trimestre.

Nossos padrões: Princípios de confiança da Thomson Reuters.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário


Copyright © N1 Sergipe.
n1sergipe.com.br is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
N1 Sergipe